,

   

Com dois a menos, ABC passa sufoco, mas vence a Juazeirense por 1 a 0 e se recupera na Série C

O ABC venceu a primeira partida nesta Série C. Com a vitória por 1 a 0 sobre a Juazeirense no Frasqueirão o Alvinegro chegou à primeira vitória, mas o triunfo não foi nada fácil. Com atuação abaixo da média dos principais jogadores, o Alvinegro pouco produziu e "achou" o gol no fim da primeira etapa. Leandrão, livre na pequena área, escorou de cabeça e decretou o placar do jogo.

A inspiração que faltou de uma lado, sobrou do outro. O goleiro Tigre, do time baiano, salvou o que pôde e evitou um placar mais elástico em, pelo menos, três oportunidades. O Alvinegro ainda teve Fessin e Samuel expulsos, mas segurou a vitória e garantiu os três primeiros pontos na competição.

PRIMEIRO TEMPO

As duas equipes começaram a partida em ritmo lento e pouco ameaçaram a meta adversária. Mesmo assim, foi o ABC quem teve mais oportunidades. Aos 16, Higor Leite bateu de fora da área e obrigou Tigre a fazer boa defesa. Logo depois, Maxwell colocou o goleiro da Juazeirense para trabalhar novamente em chute cruzado.

A resposta da Juazeirense veio na sequência. Bruno invadiu a área em velocidade e balançou as redes, mas pelo lado de fora. O Alvinegro abriu o placar aos 44, quando Arez cruzou da direita e Leandrão, livre na pequena área, desviou de cabeça para colocar o Mais Querido em vantagem.

SEGUNDO TEMPO

Devido ao fraco desempenho na etapa inicial, o técnico Ranielle Ribeiro mandou o ABC de volta a campo com duas mudanças. E o segundo tempo foi totalmente o oposto do primeiro. Mesmo com o placar sem alterações, muitas chances para os dois lados. E, se não saíram mais gols para o ABC, o motivo é um: Tigre.

O goleiro da Juazeirense fez, pelo menos, três defesa difíceis e evitou uma derrota maior. Do outro lado, Rodrigo Carvalho contou com a falta de pontaria do ataque adversário e com a eficiência da marcação que evitou lances perigosos em cima da hora.

fonte: Globo Esporte.com, 22 de abril de 2018.

   
         
         
         
         
         
   

ABC faz o dever de casa, vence Ferroviário, mas fica em 2º no grupo B do Nordestão

O ABC venceu o Ferroviário por 3 a 1 no Frasqueirão e se classificou para o mata-mata da Copa do Nordeste. Wallyson, no primeiro tempo, e Arez e Rafinha, na etapa final, marcamra para o Alvinegro, enquanto Diego Silva descontou para os visitantes. O time da casa entrou em campo precisando apenas de um empate para sacramentar a vaga na próxima fase, mas queria muito mais.

Um triunfo em sua partida somado a um tropeço do Vitória no outro confronto do grupo B dariam ao Mais Querido a liderança.

Os planos até que começaram a dar certo, quando o Globo FC abriu o placar em Salvador e Wallyson inaugurou o marcador em Natal. Mas, no fim das contas, o time baiano conseguiu a virada e terminou na ponta da tabela.

Restou ao ABC apenas mais um gol para tomar o primeiro lugar, mas a equipe treinada por Ranielle Ribeiro ficou com a vice-liderança.

PRIMEIRO TEMPO

Os primeiros 45 minutos foram de uma equipe só. O Ferroviário só assistia as investidas dos donos da casa e tentava dificultar ao máximo a construção de jogadas, mas demonstrou fragilidade e o ABC não soube aproveitar as oportunidades que teve. Quando conseguiu ser eficiente, o Alvinegro abriu o placar.

Aos 22 minutos, Wallyson - que pode ter feito o último jogo com a camisa do ABC - converteu pênalti sofrido por Maxwell. Após o gol, o time da casa seguiu pressionando, mas sem eficiência. A única chance de perigo do Ferrão foi já no fim da etapa inicial, quando Diego Silva acertou a trave em cobrança de falta.

SEGUNDO TEMPO

A etapa final foi, praticamente, um repeteco do que foi o primeiro tempo. ABC no ataque, mas sem muita objetividade, e o Ferroviário se defendendo como podia. Mas, dessa vez, saíram mais gols. E o goleiro Mailson impediu que o placar fosse mais elástico. Aos 12, Arez apareceu livre na segunda trave para apenas empurrar para as redes e ampliar o placar.

O time cearense esboçou uma reação quando Diego Silva marcou de pênalti, aos 24. A essa altura, o Vitória já havia virado pra cima do Globo FC e o Alvinegro precisava de mais gols para ficar com a liderança, mas marcou apenas mais um, com o garoto Rafinha, aos 39.

fonte: Globo Esporte.com, 28 de março de 2018.

   
         
         
         
         
         
   

Tricampeão! Mais Querido conquista antecipadamente o Estadual 2018 e atinge recorde mundial

O Rio Grande do Norte está mais uma vez alvinegro. O Mais Querido outra vez fez história e garantiu a conquista do Campeonato Potiguar 2018, o 55º título estadual do Clube do Povo, o tricampeonato 2016/2017/2018, o primeiro tri da “Era Frasqueirão”.

Além disso, a marca atingida coloca o ABC como o maior campeão do mundo de uma mesma competição.

O Alvinegro bateu o recorde e ultrapassou o Rangers, da Escócia, que tem 54 títulos nacionais.

A conquista veio neste domingo (18), sem precisar entrar em campo, com a conclusão da 6ª rodada do segundo turno.

Com a derrota do América para o Santa Cruz de Natal, o Alvirrubro, único que ainda poderia igualar a pontuação do Mais Querido, permaneceu com 10 pontos e faltando uma rodada para o fim do returno não chega mais nos 16 pontos do Clube do Povo.

Desta forma, o ABC garantiu o título antecipado do turno e, como também levantou a taça do primeiro turno, sagrou-se campeão potiguar 2018 de forma direta, sem a necessidade de uma final.

O feito não era repetido no Estadual desde 2000, ano em que o Alvinegro conquistou o tetracampeonato 1997/1998/1999/2000.

A superioridade do Mais Querido ficou visível durante toda a competição. Faltando ainda uma partida, o Clube do Povo tem o melhor aproveitamento, o maior número de vitórias, o melhor ataque e a melhor defesa do campeonato. Um título inquestionável.

fonte: Site Oficial do ABC F.C, 19 de março de 2018.

   
         
         
         
         
         
   

ABC sofre com retranca do Força e Luz, empata em casa e adia decisão do título

O ABC perdeu a chance de conquistar o título diante da sua torcida, no estádio Frasqueirão. O Alvinegro sofreu diante da forte retranca do Força e Luz, empatou por 1 a 1 e adiou a chance de comemorar a conqusita do campeonato.

O Time Elétrico saiu na frente no primeiro tempo com gol de Ignácio, de cabeça, em falha de Edson. Na segunda etapa, Wallyson conseguiu empatar em uma das poucas oportunidades efetivas.

O resultado não dá o título ao Alvinegro, mas o mantém em situação bem confortável. Se apenas empatar diante do Assu, na próxima rodada, fora de casa, levanta o título.

Além disso, se o América-RN não vencer o Santa Cruz de Natal neste domingo, o Alvinegro também levanta a taça, mesmo sem entrar em campo. Para o Força e Luz, o resultado mantém a equipe com boa distância para o Baraúnas na briga contra o rebaixamento.

PRIMEIRO TEMPO

O ABC buscou a todo momento o gol neste primeiro tempo, mas esbarrou no bom posicionamento defensivo do Força e Luz e na precipitação, com chutes de fora de área, que pouco deram perigo ao goleiro Pedrinho. O Força só buscava os contra-ataques.

E numa bola parada Ignácio escorou após falha de Edson, que saiu errado do gol. O Alvinegro buscou a reação com bolas alçadas na área e teve a melhor chance nos pés de Fessin, que entrou livre, mas parou nos pés do goleiro Pedrinho. De fora da área, Wallyson arriscou chute que o arqueiro também pegou.

SEGUNDO TEMPO

O ABC iniciou o segundo tempo com um ritmo menos intenso e perdeu e deixou o Força e Luz rodar a bola bem nos primeiros 10 minutos. Depois, a pressão voltou. Mas o Alvinegro insistia em bolas alçadas na área.

Ranielle ainda tentou usar jogadores mais velozes pelo lado do campo para quebrar a marcação, mas o Força e Luz continuava bem postado e dava menos chances do que no primeiro tempo. Mas num corte afobado de Ricardo Baiano, Maxwell soltou para Wallyson, que achou uma brecha na defesa para finalizar e vencer o goleiro.

O Força e Luz perdeu uma chance clara nos pés de Rafael Potiguar num contra-ataque. O jogo acabou com uma polêmica na marcação de uma falta em que a bola bateu no peito do zagueiro Jadiel e o árbitro deu mão. Wallyson cobrou em cima da barreira.

fonte: Globo Esporte.com, 18 de março de 2018.

   
         
         
         
         
         
   

Com dois de Wallyson, ABC vence o Globo FC e fica muito perto do tri estadual

O ABC venceu o Globo FC por 3 a 0 no estádio Barretão nesta quarta-feira e está muito perto de conquistar o tricampeonato potiguar. Se o rival América-RN - que tem sete pontos - não vencer o Assu na sexta-feira, o Alvinegro já se sagra campeão estadual ao final desta quinta rodada, com dois jogos de antecedência. No jogo desta quarta, o Alvinegro começou bem e marcou logo no início com Fessin, de cabeça.

Criou outras chances na primeira etapa e desperdiçou um pênalti. No segundo tempo, viu o Globo FC perder uma penalidade. A Águia pressionou mais na segunda etapa, mas perdeu algumas oportunidades claras e viu Wallyson matar o jogo em dois contra-ataques. O atacante, que já havia marcado no Clássico Rei, no sábado passado, chegou aos seis gols na competição.

PRIMEIRO TEMPO

Mal começou a o primeiro tempo e o ABC já abriu o placar em gol de cabeça do meia Fessin, aos 2 minutos, após cruzamento de Igor. O gol saiu em saída de bola errada do atacante Romarinho. O Globo FC reagiu e Alex Sandro acertou a trave em chute de fora de área.

O Alvinegro teve a chance de marcar o segundo poucos minutos depois, quando o árbitro deu pênalti em Maxwell. Wallyson cobrou, mas Rafael acertou o canto e pegou.

O ABC perdeu mais a intensidade e o Globo FC se abriu um pouco mais, dando espaços para o contra-ataque. Alex Sandro desperdiçou boa chance em chute fraco dentro da área e Wallyson teve gol anulado após impedimento. Mas a grande chance foi nos pés de Higor Leite, que finalizou dentro da área e viu Rafael fazer grande defesa.

SEGUNDO TEMPO

A primeira chance surgiu nos pés de Walllyson, após passe de Higor Leite. Ele puxou para o meio e finalizou por cima do gol. Na sequência foi a vez do Globo FC ter um pênalti a seu favor, em falta do zagueiro Samuel. Alex Sandro cobrou e também perdeu: isolou por cima do gol de Edson.

O Globo FC seguiu em cima e Romarinho deixou Erick em condições de marcar, mas o chute foi pra fora. Dessa vez, o ditado prevaleceu: e quem não fez, levou.

Wallyson foi decisivo em dois contra-ataques para mata o jogo. Primeiro, invadiu a área após lançamento e finalizou para vencer o goleiro Rafael. Depois, aproveitou cruzamento de Erivélton para cabecear bem e marcar o terceiro.

fonte: Globo Esporte.com, 07 de março de 2018.

   
         
         
         
         
         
   

Com gol contra e falha de goleiro, ABC vence América-RN e fica perto do título

O ABC venceu o América-RN por 2 a 0 no Frasqueirão e ficou muito próximo de conquistar o título do segundo turno do Campeonato Potiguar, o que lhe dará o título direto do estadual, já que também venceu o primeiro. O jogo foi marcado por quatro contusões em campo (três do Alvirrubro), o gol contra do zagueiro Adriano Alves e a falha do goleiro Thiago Braga no gol de Wallyson, além das confusões nas arquibancadas da torcida do América-RN, que fez o jogo ficar parado por quase 10 minutos.

Dentro de campo, o ABC foi superior nos dois tempos. No primeiro, teve mais dificuldade, mas conseguiu chegar ao tento em cruzamento de Igor, que foi desviado por Adriano Alves. Na segunda etapa, só deu ABC, que mandou no duelo desde o primeiro minuto, colocou bola no travessão, mas só chegou ao gol em uma cobrança de falta de Wallyson, que Thiago Braga aceitou. A confusão na arquibancada se formou neste momento e exigiu um trabalho da PM para controle da situação.

PRIMEIRO TEMPO

Um choque entre o volante Judson do América-RN e o atacante Jorge Eduardo, do ABC, aos 2 minutos, marcou o início da partida. Os dois precisaram deixar o campo e o duelo ficou parado por quase cinco minutos para atendimento médico. Depois disso, o duelo começou com muita pressão principalmente no meio de campo. A primeira chance de gol só saiu aos 17, quando Igor subiu de cabeça sozinho em escanteio e perdeu chance clara.

A reação do América-RN foi em bola para Pardal, que de carrinho empurrou a bola na trave. Esse, no entanto, foi praticamente o único momento de ataque do Alvirrubro. O jogo voltou a ser mais travado no meio de campo, mas com as melhores chances do ABC. E o América-RN ainda perdeu Mayk, lesionado. Arez invadiu pelo lado direito e chutou para a boa defesa de Thiago Braga. Depois, Higor Leite quase marca olímpico. O gol saiu aos 46, após cruzamento de Igor que Adriano Alves deu um carrinho contra o próprio patrimônio.

SEGUNDO TEMPO

No segundo tempo só deu ABC. O Alvinegro começou os primeiros minutos pressionando e empurrou o América-RN pro seu campo de defesa. Maxwell colocou uma bola no travessão e viu Fessin perder um gol sem goleiro no minuto seguinte. Wallyson perdeu sozinho em lançamento de Maxwell.

Neste momento, o técnico Pachequinho perdeu Cascata lesionado e minutos depois viu Wallyson ampliar a vantagem. Em cobrança de falta, o goleiro Thiago Braga falhou feio e aceitou o chute. Logo após o gol, a torcida do América-RN derrubou o alambrado do Frasqueirão e o jogo precisou ser paralisado por 10 minutos. A PM atuou para evitar a entrada dos vândalos em campo. Quando o duelo reiniciou, Jeam arriscou de fora e assustou o goleiro Edson. Wallyson teve a última chance do ABC em chute de fora.

fonte: Globo Esporte.com, 03 de março de 2018.

   
         
         
   

                  Notícias Anteriores

                 


Clique no escudo do seu time

ABC ALECRIM AMÉRICA RN

ASSU BARAÚNAS CORINTIANS DE CAICÓ

CURRAIS NOVOS E C FORÇA E LUZ GLOBO F C
PALMEIRA DE GOIANINHAPOTIGUARPOTYGUAR

SANTA CRUZ SANTA CRUZ DE NATAL

   
         

 


                           

Volta à página inicial.